• RECAP DIA 2 - PIPEMASTERS

Os melhores surfistas do mundo iluminam a praia nas primeiras nove baterias do Round 1 em condições sólidas de oito a dez pés (2,4 a 3 metros) na mundialmente conhecida Pipeline.

O atual número 1, John Florence (HAW) foi o primeiro surfista na bateria 6 a pontuar. Com a alegria da praia, iniciou sua campanha rumo ao título mundial e rapidamente construiu seu título para um sólido 13,50 (de um possível 20) para assumir a posição máxima sobre o vencedor Pipe InvitationalDusty Payne (HAW) e o Wiggolly Dantas brasileiro (BRA). Usando a Jeep Leader Jersey, Florence parecia confiante, ficou confiante e garantiu seu lugar para o Round 3.

O desafiante Jordy Smith (ZAF) foi um dos surfistas de destaque na primeira rodada e conquistou uma vitória marcante contra Bede Durbidge (AUS) e Ethan Ewing (AUS) na bateria 4. Um excelente 8.67 combinado com um 7.90 colocou o número 3 firmemente na liderança. Durbidge voltou ao jogo com menos de cinco minutos, mas não foi suficiente e Smith seguiu até o Round 3.

Wildcard e vice do Pipe Invitational Brand tomou a liderança adiantada sobre o segundo do mundo Gabriel Medina (BRA) e sobre Miguel Pupo (BRA) em na bateria 5. Pupo passou para o segundo lugar com um quase perfeito 9,93, o maior resultado de uma onda do evento de longe, com um tubo cavernoso e uma saída triunfal.

O evento foi colocado em espera após a bateria 9 quando os ventos se deslocaram para o mar.