• Mineirinho, Medina e Fanning brigam pelo título no Billabong Pipe Masters

Adriano de Souza garante vaga nas quartas de final. Foto: WSL / Masurel.

Um dia fenomenal de grandes batalhas no Billabong Pipe Masters em Memória de Andy Irons afunilou ainda mais a corrida pelo título mundial de surfe de 2015 em Pipeline, North Shore de Oahu, Hawaii. As ondas quebraram com até 3 metros e proporcionaram tubos perfeitos e profundos. Apenas três competidores têm chances de título mundial: o australiano Mick Fanning e os brasileiros Adriano de Souza e Gabriel Medina.

Depois de derrotar o havaiano Jamie O'Brien, Mick Fanning venceu uma bateria incrível contra John John Florence (HAW) e Kelly Slater (EUA) no round 4, para garantir sua passagem direta às quartas de final, na disputa que foi considerada por muitos como "a bateria do ano", com os três trocando notas altas o tempo todo. Fanning levou a melhor com 17.30 pontos.

"Não tenho palavras para descrever esta bateria", disse Mick Fanning. "Quando você está remando no outside contra caras como o John John e Kelly, apenas pensa que a cada onda que vier tem que fazer o seu melhor. Foi um grande dia. Tem algumas algumas coisas acontecendo em casa, mas são muito pesadas para falar disso agora e estou apenas tentando manter o meu foco na água", disse Mick Fanning emocionado após a bateria, depois de receber a triste notícia do falecimento de seu irmão mais velho.

Melhores momentos dos rounds 3, 4 e 5:


Mantendo o ritmo de disputas com Mick Fanning, o atual terceiro colocado do ranking, Adriano de Souza, também avançou direto às quartas, depois de despachar o irlandês Glenn Hall no terceiro round e derrotar os australianos Josh Kerr e Adam Melling no quarto. Depois de 10 anos no CT, Mineirinho nunca esteve tão próximo de um título mundial e sabe exatamente o que deve ser feito se quiser vencer.

"Me sinto abençoado pelo dia que tivemos e estou muito feliz por ter vencido minhas duas baterias, o que mantém meu sonho de ser campeão mundial vivo", disse Adriano de Souza. "Há um monte de pessoas falando várias coisas, mas não estou preocupado com isto. Basicamente eu só preciso fazer o meu trabalho lá fora, encontrar minhas ondas e sair dos tubos, este é o meu foco aqui e estou conseguindo realizá-lo. Nos últimos anos trabalhei muito aqui, então por hoje só queria ter conseguido este resultado".


Mick Fanning é o atual líder do ranking. Foto: WSL / Masurel.


Apesar de suas chances de título serem bem menores do que as dos outros concorrentes, o atual campeão mundial Gabriel Medina pareceu imbatível ao longo do dia, vencendo com facilidade seus confrontos nos rounds 3 e 4, deixando para trás nomes como Jordy Smith, CJ Hobgood e Keanu Asing.

"Eu gosto deste tipo de ondas e não me sinto pressionado por título mundial, porque os caras estão bem à frente de mim no ranking", explicou Gabriel Medina. "Apenas estou me focando nas minhas baterias, no meu trabalho e isto é ótimo, apesar de ainda não ter sido o dia das finais. Muita coisa está acontecendo e o campeonato está empolgante. Tenho passado muito tempo dentro da água e é muito bom conseguir pegar as boas. Eu estava preocupado com a possibilidade de não ter ondas hoje, mas fiquei amarradão que elas apareceram e continuarão amanhã".

As chances de título de Filipe Toledo chegaram ao fim depois de uma derrota para o havaiano Mason Ho, muito apertada e por apenas alguns décimos de diferença.

"Este foi um ano incrível, com certeza o melhor da minha carreira", disse Filipe Toledo. "Me diverti muito o tempo todo, lutei com os caras pelo título mundial e tive minha chance. Não foi desta vez, mas no próximo ano voltarei ainda mais forte. Este foi apenas o meu primeiro ano disputando o título e estou muito feliz por ter chegado ao Hawaii com chances de vitória".

"Eu quero me aperfeiçoar em ondas como esta, Tahiti e Fiji, que é para onde irei saindo daqui. Eu aprendi muitas coisas neste ano e quero agradecer a todos por isto, especialmente aos caras que competiram comigo e me empurraram para o meu melhor", finalizou Filipe Toledo.

Quando a competição recomeçar, logo no primeiro confronto do dia, o australiano Josh Kerr enfrentará o francês Jeremy Flores, no último válido pelo round 5.

A chamada oficial acontece nesta quinta-feira (17/12) às 15 horas (horário de Brasília) e as previsões prometem ondas clássicas em Pipeline.

O Billabong Pipe Masters em Memória de Andy Irons é transmitido ao vivo em: WorldSurfLeague.com.

Gabriel Medina depende de resultados dos oponentes para tentar título mundial. Foto: WSL / Cestari.

Chances matemáticas dos três candidatos ao título

Se Mick Fanning ficar em quinto:

- Gabriel Medina precisa vencer;
- Adriano de Souza precisa ficar em terceiro.

Se Mick Fanning ficar em terceiro:

- Adriano de Souza precisa chegar à final.

Se Mick Fanning ficar em segundo:

- Adriano de Souza precisa vencer.

Quartas de final

1 Gabriel Medina (BRA) vs. C.J. Hobgood (USA)
2 Mick Fanning (AUS) vs. Kelly Slater (USA
3 Mason Ho (HAW) vs. Adam Melling (AUS)
4 Adriano de Souza (BRA) vs. TBD

Round 5

1 C.J. Hobgood (USA) 13.34 def. John John Florence (HAW) 9.76
2 Kelly Slater (USA) 17.07 def. Keanu Asing (HAW) 9.77
3 Adam Melling (AUS) 5.17 def. Joel Parkinson (AUS) 4.20
4 Josh Kerr (AUS) vs. Jeremy Flores (FRA)

Round 4

1 Gabriel Medina (BRA) 15.30, C.J. Hobgood (USA) 5.47, Keanu Asing (HAW) 4.27
2 Mick Fanning (AUS) 17.30, Kelly Slater (USA) 16.47, John John Florence (HAW) 15.16
3 Mason Ho (HAW) 16.23, Joel Parkinson (AUS) 15.03, Jeremy Flores (FRA) 10.24
4 Adriano de Souza (BRA) 13.67, Josh Kerr (AUS) 12.13, Adam Melling (AUS) 1.43

Round 3

1 Gabriel Medina (BRA) 15.84 def. Jordy Smith (ZAF) 4.50
2 Keanu Asing (HAW) 5.00 def. Bede Durbidge (AUS) 0.17
3 C.J. Hobgood (USA) 6.74 def. Italo Ferreira (BRA)
4 Kelly Slater (USA) 13.43 def. Michel Bourez (PYF) 7.00
5 Mick Fanning (AUS) 12.14 vs. Jamie O’Brien (HAW) 2.70
6 John John Florence (HAW) 19.93 def. Taj Burrow (AUS) 6.67
7 Mason Ho (HAW) 6.93 def. Filipe Toledo (BRA) 6.67
8 Joel Parkinson (AUS) 10.86 def. Kai Otton (AUS) 5.40
9 Jeremy Flores (FRA) 14.44 def. Sebastian Zeitz (HAW) 14.23
10 Adam Melling (AUS) 15.73 def. Julian Wilson (AUS) 15.16
11 Josh Kerr (AUS) 7.67 def. Adrian Buchan (AUS) 3.20
12 Adriano de Souza (BRA) 10.00 def. Glenn Hall (IRL) 4.70